28/01/2022 00:25:46

Geral
22/11/2021 17:00:00

Mais de 170 mil alunos de Alagoas podem perder benefício de R$ 500 se projeto não for aprovado

Durante live, Renan Filho falou sobre uma tentativa por parte de deputados de barrar o projeto


Mais de 170 mil alunos de Alagoas podem perder benefício de R$ 500 se projeto não for aprovado

Em uma live transmitida pelo Facebook do governo de Alagoas, durante evento realizado em Maragogi, o secretário da Educação Rafael Brito anunciou o projeto de criação do Cartão Escola 10.

O projeto, que ainda depende autorização do Poder Legislativo, prevê pagamento de bolsa mensal de R$ 100 para todos os alunos, de um incentivo de R$ 500 para todos os alunos da rede estadual que retornaram as aulas presenciais e mais R$ 2 mil de prêmio para estudantes que concluírem o ensino médio.

O valor de R$ 500 seria imediato e para todos os mais de 170 mil alunos que voltaram para a sala de aula na rede estadual. Os demais valores dependem de frequência mínima ou aprovação.

A live foi realizada dentro do Avança Escola 10, projeto da Seduc, que reúne a comunidade escolar. No evento, o governador Renan Filho alertou que os alunos podem deixar de receber os recursos se o projeto não for aprovado logo na Assembleia Legislativa;

“Estamos dependendo de uma aprovação da Assembleia Legislativa, que é urgente. E porque é urgente, porque se não aprovamos esse ano, a lei eleitoral não permite colaborar com os alunos no ano que vem, porque é ano eleitoral. E aí perde a proposta, os alunos não vão receber o incentivo de retorno a aula, não vão receber a bolsa permanência e não vão receber a bolsa conclusão, alertou o governador.

Ainda na live, Renan Filho antecipou que o secretário Rafael Brito irá até a Assembleia Legislativa na próxima segunda-feira, para pedir urgência na tramitação do projeto, que está tramitando no Legislativo desde 15 de setembro.

Na avaliação do próprio governador, “tem gente” tentando evitar que o projeto seja aprovado ainda este ano. Ele não citou nomes, mas prometeu conversar com os deputados.

“Então vamos todos nós pedir aos nossos deputados estaduais, assim como eu estou fazendo, para gente aprovar rápido, para a gente pagar ainda agora os 500 reais a todos alunos que voltaram as salas de aula no pós pandemia, pagar 100 reais por mês a todos os alunos, que terão direito agora a receber (por mês). E mais, para demonstrar que a conclusão do seu ensino médio é importante também para Alagoas, nós vamos pagar a todos os alunos que concluam o ensino médio um prêmio de 2 mil reais e queremos pagar em dezembro”

Durante sua fala, Renan Filho especulou que pode ter deputado “segurando” o projeto no Legislativo. “Agora talvez tenha gente que não queira deixar a meninada receber, talvez tenha. Sempre tem no estado e na politica gente que sempre torce pelo quanto pior melhor”, apontou, sem indicar nomes.

Tramitação


O projeto começou a tramitar no Legislativo no dia 15 de setembro deste ano. Já foi aprovado em duas comissões (CCJ e Orçamento) e falta passar pela Educação. A liberação para plenário pode ocorrer durante a próxima semana, dependendo do que acontecer.

O líder do governo já solicitou ao presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Victor, relatoria especial para o projeto de lei. A votação do projeto será decidida no decorrer da semana, a partir de diálogo interno do parlamento.

O projeto


Os estudantes da rede estadual de ensino serão contemplados com uma série de benefícios financeiros que visam combater a evasão escolar e incentivar a conclusão do ensino médio.

“O Cartão Escola 10 dará a todos uma bolsa mensal de R$ 100 a partir do próximo ano. Para isso, os alunos precisarão ter uma frequência de 80% em sala de aula”, explicou o secretário Rafael Brito.

Outro benefício será o pagamento de R$ 500 para os estudantes que retornaram às aulas presenciais nas escolas estaduais no pós pandemia. 

Por Redação com Blog Edivaldo Júnior

Jornal de Alagoas