24/09/2021 14:46:24

Municípios
02/08/2021 11:00:00

Campo Grande vive expectativa de nova eleição em 12 de setembro

População de Campo Grande até hoje ainda espera por uma definição quanto ao novo prefeito do município


Campo Grande vive expectativa de nova eleição em 12 de setembro

No dia 12 de setembro, os 8.206 eleitores voltarão às urnas para escolher o novo prefeito entre três candidatos, que estão em campanha. Com 500 casos confirmados de coronavírus e oito mortes até junho, não é a pandemia o que mais assusta os mais de 10 mil habitantes (IBGE) desta cidade distante 165 quilômetros de Maceió.

Desde janeiro, a prefeitura é governada provisoriamente pela presidente da Câmara dos Vereadores, Josefa Barbosa da Silva (Republicano), e carece de obras para gerar empregos e regularização de pagamentos de salários do funcionalismo. O comércio local sente os efeitos da gestão interina. Os problemas têm origem na decisão das instâncias da Justiça Eleitoral que indeferiram o registro da candidatura do ex-prefeito Arnaldo Higino (PP), por “ato doloso e improbidade administrativa”, e marcou nova eleição. Os três candidatos: Téo Higino (Republicanos), Cícero Pinheiro (MDB) e Maria Inês (Democratas) fazem parte do comentário diário nas praças públicas. A população está dividida. Mas o clima é tranquilo. O único consenso é o fim da gestão provisória para acabar com atrasos de salários, falta de remédios nas unidades de saúde e a retomada dos investimentos em obras públicas.

O ex-prefeito Arnaldo Higino, que venceu pleito com 51,40% dos votos contra 48,11% do segundo colocado, Cícero Pinheiro, iria para o quinto mandato. Tranquilo, admitiu que poderia recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para assumir a prefeitura. Porém, disse à Gazeta que “vou acatar a decisão da Justiça Eleitoral”. Higino afirmou, porém, que não está fora da política. “Neste momento cumpro a decisão da Justiça Eleitoral. Mas tento ajudar a eleger um dos candidatos [o sobrinho dele, Téo Higino, é um dos candidatos] e ao mesmo tempo minha assessoria jurídica atua no sentido de resolver a situação jurídica para que possa, no futuro, voltar a disputar o sexto mandato”, revelou ao acrescentar que “respeito a decisão da Justiça”.

RIQUEZA

Campo Grande tem como principal fonte de renda a receita do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), somado ao recolhimento de tributos da maior feira de gado do Agreste, que movimenta semanalmente (sábados) mais de R$ 1 milhão na compra e venda de bovinos, equinos, caprinos e suínos para os mercados de Alagoas, Pernambuco e Sergipe. Além das atividades de agricultura de milho, feijão, fumo, da pecuária e do pequeno comércio local. A receita tributária é inferior a R$ 1 milhão/mês.

Gasta cerca de 60% da receita com a folha dos 700 funcionários municipais. Os servidores da educação reclamam de atrasos de pagamento de salários e de gratificações. Os atrasos afetam o comércio local que sobrevive dos recursos das aposentadorias, dos pensionistas, do auxílio emergencial, da feira de gado e fundamentalmente dos salários do funcionalismo, disse o microempresário Walter Ventura. “Estamos com uma gestão interina. A prefeita Josefa faz o que pode. Mas o atraso de salário do funcionalismo afeta a todos, na cidade. Por isso, queremos logo a eleição.

O problema aqui é de gestão que precisa ser resolvido, logo”. Na saúde, a reclamação é pela falta de remédios da farmácia básica, falta de médicos e de ambulâncias suficientes para atender a demanda. O município tem quatro ambulâncias, mas só uma funciona, reclamou o ex-vereador de três mandatos, aposentado José Alves de Lima e seus vizinhos. A cidade tem um dos menores índices de analfabetismo na região. Segundo o IBGE, 96,3% das crianças e adolescentes estavam matriculadas antes da pandemia. Porém, tem elevado índice de desemprego. O maior empregador é a prefeitura. A microempresária Estéfane Vitória de Lima, disse que a maioria dos jovens é empreendedor e precisa de incentivos.

Por arnaldo ferreira 

https://d.gazetadealagoas.com.br/ 

 



Enquete
Você concorda com a mudança da feira livre de União dos Palmares para a margem da BR-104?
Total de votos: 133
Google News