Novo superintendente da PRF em AL diz que fará gestão cirúrgica em meio à crise

161
Superintendente assina termo de posse

Durante a solenidade de posse do novo superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Alagoas, Juliano Quintella Lessa, na manhã desta quinta-feira (18), o diretor-geral da PRF, Renato Antônio Borges Dias comentou sobre os desafios da gestão e sobre o corte no orçamento de 11% que a PRF sofreu, diminuindo os recursos do órgão.

Segundo o diretor, o país vive uma difícil instabilidade política e financeira, mas que mesmo com todas as dificuldades de falta de recursos, a PRF de Alagoas tem lutado bastante para fazer o melhor com “pouco”.

Ainda segundo ele, a PRF precisa de mais efetivos, concurso público e recursos, mas que o trabalho da polícia é em prol da vida da população e que não pode parar.

O novo superintendente da PRF, Juliano Quintella, afirmou que é preciso ser “cirúrgico” devido ao orçamento enxuto e a crise econômica que assola o país. Além disto, ele afirmou que quer investir em novas ferramentas que contribuem para a melhoria dos policiais.

Juliano também informou que vai se dedicar para evitar as perdas dos seres humanos nas estradas. “Quero me comprometer em fazer ao máximo para evitar perdas nas rodovias e para agir em prol da sociedade que precisa de segurança diariamente”, comentou Lessa.

Em sua despedida, Remi Gomes de Alcântara, leu uma carta e enfatizou os desafios enfrentados durante os dois anos que esteve à frente da PRF e destacou que foram realizadas operações nas estradas federais que reduziram em mais 30%, sendo 14% em 2016 e 22% em 2015. <> Cada Minuto //